08 maio 2011

Cálculo em Pediatria

Olá!

Bom...hoje o conteúdo não é muito diferente.
Cálculos.....  sim. Já postei muito sobre o tema, né?
Mas há uma diferença de suma importância em um setor....
a Pediatria.

Para quem não sabe, os cálculos neste setor são diferentes. Mas, onde exatamente?

O que vai diferenciar é, que vamos calcular apenas qual seria a dose proporcional ao peso ou a idade ( em meses ou anos ) da criança ok?
Estou colocando aqui o ponto de vista de Médico até onde sei (estou sendo sincera), pois a Enfermagem não presenciei Enfermeiros realizando este cálculo, apenas administram a dose supostamente já calculada pelo médico e/ou laboratório, no caso de comprimidos, ou no caso de administrar medicamentos intravenosos em associação de soro (diluente).
Como é o médico quem faz o cálculo, da dose prescrita, mas no geral é a Enfermagem quem administra, o que por uma eventualidade poderá ter que fazer o cálculo também, e por Lei não existe essa de "aahh eu não sabia", ou seja, eximir-se de culpa por não estar ciente de sua atribuição como profissional da área. Se a pessoa é graduada ela DEVE SABER o cálculo e os riscos de administrar a dose e o medicamento errado, está na grade curricular....se não quis aprender é imprudência mesmo....ou em outros casos irresponsabilidade da Instituição em que estudou, não ensinar.

Enfim, no final, leva a culpa quem administra a medicação e não necessariamente quem a prescreve.
O que vai se manter?
*  Cálculo de macrogotas seria igual, mas na Pediatria usamos mais as microgotas, o qual o cálculo é igual também ok? Referente claro à dose pediátrica.
*  Cálculo de horas por minuto também será mantido.
* OBS: vou usar o  ponto "  .  "  como sinal de multiplicação, ok? Pq se eu usar o X em algumas operações de regra de 3 pode confundir com o X (como variável).


TEMOS   3   FÓRMULAS

REGRA DE CLARK    -   para crianças ( até 12 + -)

Dose infantil = peso da criança . dose adulto
                               70

Exemplo  Regra de Clark
 1) Um fármaco é prescrito para uma criança de 14kg e a dose para adulto corresponde a 100mg. Qual a dose a ser administrada para a criança?

   14  .  100mg
   70

0,2 . 100 = 20mg devem ser adm.



REGRA DE FRIED -  para Lactentes com idade inferior a 2 anos

Dose infantil = idade em meses dose adulto
                              150

Exemplo Regra de Fried
1) Qual a dose de um fármaco para um lactente de 6 meses, sendo que a dose para adulto é de 50mg?

   6     50mg
 150

0,04  .  50 = 2mg devem ser adm.



REGRA DE YOUNG - para crianças de 2 a 12 anos e quando temos apenas a idade como referência.

Dose infantil =    idade da criança        .  dose média para adulto
                        idade criança + 12

Exemplo Regra de Young
1) Qual a dose a ser administrada de Fenobarbital para uma criança de 3 anos, sendo que a dose para adulto corresponde a 30mg?

    3     . 30    =       3   .  30
3+12                     15

0,2 . 30 = 6mg devem ser adm.


------------------------------------------------------------

Bom pessoal ....é isso. Espero que seja útil.
Como costumo dizer... pra mim também é ótimo porque de onde eu estiver eu acesso.
Até mais ♫♫♫

11 comentários:

Rosa disse...

eu gostaria q fosse+ completo tivesse diálogo entre nós para tirarmos algumas duvidas de qualquer forma muito obrigado Rosa de lima Patricio estudante de curso técnico de enfermagem.

blog da angela vaz7 disse...

Sua mãe me deu o endereço Karine é super importante o tema.O seu alerta hoje seja regra número um e os calculos para soros nas composições.Principalmente quem for trabalhar em hospitais público que sempre estão mudando as medicações devido é alei da licitação ou seja ou melhor preço então não segue um determinado medicamentos.

Helena Cooper disse...

Oi, acho que você precisa colocar mais conteúdos. Sei lá, algumas das publicações científicas daquela revista (esqueci do nome), e creditando é claro, corretamente. Passar links para o povo... coisas assim, mas, em todo caso, adoro tudo o que você posta. Beijoooos mil.

♪ Kah ♫ disse...

Que legal. Está havendo um feedback do pessoal!!
Mas nem sempre dá tempo de postar muito. Mesmo pq como dizem os profs, é só uma pincelada do assunto rssss estudamos bem mais.
Mas é bom saber que os conteúdos são úteis.

Anônimo disse...

Gostei muito do blog, coloquei como um dos meus favoritos, vou sempre navegar para saber das novidades, parabéns!

Anônimo disse...

Leva a culpa quem administra coisa nenhuma!!! Alguns médicos, provavelmente deve ser o seu caso, pelo q vc escreveu, se acham superiores a todos os outros profissionais da saúde. Eu duvido que se vc prescrever uma dose errada, a enfermagem detectar o erro, e mesmo assim vc diz que está certa, eu aposto como vc vai tentar impor a "superioridade" que acredita ter e fazer de tudo para a administração. Nesse caso, dra., quem leva a culpa é vc, e n quem administrou!!!!

joao manuel neto disse...

www.penelopeginga@gmail.com

joao manuel neto disse...

www.penelopeginga@gmail.com

joao manuel neto disse...

www.penelopeginga@gmail.com
0 domínio das regras de calculo no doseamento das crianças constituem
uma obrigatoriedade por parte dos profissionais de saúde que directamente lidam com as criança serem devidamente treinados e eficientes

Anônimo disse...

parabens pelo blog tirou meinhas dúvidas ou seja me ajudou muito as regras para cálculos em pediatria é muito importante, só fortaleceu meu conhecimento as três regras são ótimas obrigada!!!!!!!!!!!!

Silvia Sobrinho disse...

Silvia Sobrinho ...Sou enf., mas muitas coisas não aprendemos na graduação, por isso temos que estar sempre estudando ... adorei o blog...
Parabéns!!!